Mariano Gago

0

Conheci Mariano Gago por volta de 1998 e por culpa do iMac Bondi Blue. Foi ele que se acercou de mim numa feira de informática e me colocou questões e lamentos sobre a tortuosa linha de produtos Apple que provocaram inúmeras “desistências” da plataforma durante os anos da ausência de Jobs de Cupertino. Era um utilizador desalentado, triste com o rumo dos acontecimentos que via no novo iMac uma esperança para que a Apple voltasse a ocupar o seu espaço na sua própria vida tecnológica. Reencontrei-o, quase inexplicavelmente, inúmeras vezes, sobretudo em voos mais ou menos longos. Como ele mesmo reconheceu “Não tem explicação que nos encontremos sempre a bordo de aviões”. Não tinha. Como não teve explicação no dia em que lhe telefonei para lhe dar conta da introdução da tecnologia Airport no portfolio Apple, ele me tenha dito “Está a ver? Tinha de ser AirPort!”. Foi isso que permitiu que avançássemos para a instalação de redes Wireless (as primeiras) no edifício do ministério, fortemente restrito a cabos de rede e furos pelo IPAR. Parte um utilizador, um ministro fortemente interessado em Tecnologia e um amigo da Ciência. E parte sem que eu lhe tenha mostrado um teclado que conservo como relíquia, o primeiro protótipo de um teclado com o símbolo do Euro, tecla que tanto, mas tanto me pediu. Um abraço à família

Share.

Leave A Reply

Floating Social Media Icons Powered by Acurax Blog Designing Company